MENU

SMEGazine

O que seria um artista sem o seu frigorífico?

De acordo com uma recente pesquisa da Universidade de La Paz existe uma relação direta entre as obras de um artista e os seus estímulos criativos no seu ambiente de trabalho. Reza a história que Hayez pintou nas salas do Vaticano e que Vasari passou mais tempo com as obras de Michelangelo do que com a sua mulher.

Resumindo, quando um génio é rodeado por arte, ele cria mais arte.

É natural questionar o que aconteceria com os génios do passado se tivessem a oportunidade de estar rodeados por modelos retro Anni 50 da Smeg, nos seus estúdios.

Talvez, hoje estivéssemos a celebrar a fase cubista FAB do Picasso, as pessoas fariam fila no museu para ver “Woman with fridge” e Duchamp iria exibir a obra, “Le réfrigérateur”.

Deveríamos compreender como os artistas contemporâneos têm a sorte, de serem os únicos a recorrer à beleza dos eletrodomésticos para dar forma à sua própria beleza. Um pouco como, fez o italo-holândes Selwyn Senatori (www.selwyn.nl). Um artista de sucesso e em ascensão da neo pop-art, Selwyn aplicou a sua pintura e estilo na coleção pessoal de FABs e exibi-los numa bonita exposição na Piazza Dam Pop-Up, em Amsterdão.

2014 Smeg S.p.A. © - P.iva 01555030350
Italia United Kingdom Other countries France Deutschland Netherland España Sverige Русский